Cultivo de manga, banana, goiaba, abóbora, mandioca, hortaliças

Com investimentos de R$ 15,9 milhões, Codevasf entrega moderna infraestrutura de irrigação do projeto Ceraíma

Nova infraestrutura do projeto Ceraíma possui alta eficiência no uso


Ministros Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional, e Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, participaram da cerimônia de inauguração, em Guanambi (BA) Obras de reestruturação e modernização do projeto público de irrigação Ceraíma - que o tornaram mais eficiente na captação e na distribuição de água para irrigação - foram entregues pela Codevasf nesta sexta-feira (2), em cerimônia realizada no município de Guanambi (BA). As intervenções mobilizaram investimentos de R$ 15,9 milhões, parte dos quais com origem em emenda parlamentar ao Orçamento Geral da União.

Participaram do evento de inauguração Gustavo Canuto, ministro do Desenvolvimento Regional; Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e Sérgio Costa, diretor de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf - que responde pela presidência da empresa -, entre outras autoridades.

A nova infraestrutura do projeto Ceraíma possui alta eficiência no uso de recursos hídricos. A substituição do antigo sistema de irrigação por sulcos pelo atual sistema de irrigação por microaspersão elevou a eficiência de uso da água a 85%.

Já a troca dos antigos sistemas de condução da água com estruturas abertas por tubulações fechadas elevou a eficiência a 95%.

As intervenções permitiram redução de quase 50% do consumo das reservas de água da barragem de Ceraíma. O sistema atende a qualquer plano de cultivo, e adapta-se mesmo a culturas exigentes; a estimativa de perda de água é próxima a zero. A estrutura capta água da barragem de Ceraíma e a fornece às áreas de irrigação por gravidade, sem uso de energia - o que reduz custos de manutenção da rede de irrigação.

Durante visita à área irrigada de um produtor do projeto Ceraíma, o ministro Gustavo Canuto destacou o potencial de benefício das obras. "Isso que vai fazer a diferença: elevar uma produção de 55 hectares e valor bruto de produção de R$  400 mil para 756 hectares e R$ 50 milhões de produção", disse o ministro Gustavo Canuto durante visita à area irrigada de um produtor do projeto. "Reduzindo desperdício, gastando menos água da barragem e garantindo segurança hídrica", acrescentou.

"As intervenções realizadas no projeto Ceraíma o colocam em uma posição superior em termos de modernidade, economia, eficiência e uso racional da água. O resultado é fruto da atuação coordenada de instituições, gestores, técnicos especializados, agricultores e apoio parlamentar", afirmou Sérgio Costa, diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, atualmente respondendo pela presidência da Companhia.

A ministra Tereza Cristina destacou durante a agenda que o governo federal tem atuado de maneira integrada. "Quando o ministro Canuto entrega essa obra através da Codevasf - que todos falam, porque já ouvi, porque já andei bastante pelo Nordeste, da competência e da eficiência da Companhia -, fazem o trabalho, e o Ministério da Agricultura vai entrar em seguida fazendo o que é preciso: assistência técnica", disse.

De acordo com o presidente da Cooperativa Agrícola de Irrigação do Perímetro Ceraíma (Cooperc), a modernização do projeto de irrigação tem significado social e econômico para a região. "Dá para ver a alegria do pessoal, que já está plantando. Tanto em Ceraíma quanto na região, o pessoal com dinheiro, pela produção ou pelo emprego gerado, começa a gastar, movimentando todo o comércio. Outra vantagem é que não vai ter praticamente despesa coletiva com energia. Cada um vai administrar o seu gasto pessoal com o próprio lote - além de não ter desperdício nenhum de água. É um projeto de dar inveja a qualquer lugar", diz o presidente da Cooperc, Marco Antônio Fraga.

O superintendente regional da Codevasf na região de Guanambi, Harley Nascimento, afirmou durante atividades desta sexta-feira que a superintendência está articulando a prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural para o projeto Ceraíma. "Nós estamos buscando a assistência técnica, em modelo de assistência técnica e gerencial, com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com todo o apoio do Ministério da Agricultura, para chegar a um modelo que possa focar em alternativas de produção, que não fique em uma monocultura. Em questão de 12 meses, veremos como Ceraíma estará com uma nova roupagem, acrescentando muito valor econômico ao município de Guanambi e região", explicou Nascimento.

Também foram apresentadas nesta sexta-feira a reforma de edificações e a pavimentação de estradas na área do projeto de irrigação.

Projeto Ceraíma e agricultura irrigada - 
Localizado no distrito de Ceraíma, no município de Guanambi (BA), o projeto público de irrigação Ceraíma está em operação desde o início da década de 1970. Atualmente o projeto é composto por 112 lotes irrigados, aos quais se somam 16 áreas produtivas adjacentes, que totalizam 756 hectares de área irrigável - nesse espaço está inserida uma área agrícola experimental e educativa do Instituto Federal da Bahia (IFBA) e uma estação de piscicultura cedida pela Codevasf.

A população beneficiada direta e indiretamente pelas atividades do projeto é estimada em três mil pessoas. Hoje a produção do projeto Ceraíma alcança diversos municípios da região, sobretudo Guanambi, Urandi, Pindaí e Caetité - a população desses municípios é de aproximadamente 200 mil habitantes. A produção agrícola se destaca pelo cultivo de manga, banana, goiaba, abóbora, mandioca, hortaliças e outras culturas temporárias.

Somente no ano de 2018, os 25 projetos públicos de irrigação da Codevasf localizados na bacia do Rio São Francisco alcançaram valor bruto de produção de R$ 2,7 bilhões, resultado da produção de 3,8 milhões de toneladas de itens agrícolas. No estado da Bahia, foram 2,6 milhões toneladas, que resultaram em valor bruto de produção de R$ 843 milhões. Especificamente na região do médio São Francisco baiano - área da 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa (BA) -, o valor bruto de produção dos projetos de irrigação da Companhia foi de R$ 304 milhões, com 305 mil toneladas produzidas.

Também participaram do evento desta sexta-feira o diretor da área de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Luís Napoleão Casado, o deputado federal Arthur Maia, prefeitos da região, profissionais da Codevasf e agricultores do projeto Ceraíma.

*Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf - Site: http://www.codevasf.gov.br - Telefones: (61) 2028 - 4769/4448
E-mail: [email protected] -  facebook: http://www.facebook.com/Codevasf

Comments

SEE ALSO ...